Bibliografia – Acervo Pessoal – Outros

  • ABERASTURY, A.; KNOBEL, M. Adolescência normal. Um enfoque psicanalítico. Porto Alegre: Artmed, 1981.
  • ABRAHAM, A. Le dessin d´une personne: le test de Machover. Paris: Delachaux, 1963.
  • AJURIAGUERRA, J.A. A escrita infantil – Evolução e Dificuldades. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988.
  • ALTHUSSER, L. Freud e Lacan. Marx e Freud. Introdução crítico-histórica. RJ: Graal, 1985.
  • AMIRALIAN, M.L.T.M. Psicologia do excepcional. SP: EPU, 1986.
  • AMOSSY, R. Imagens de si no discurso: a construção do ethos. SP: Contexto, 2005.
  • ANASTASI, A. & URBINA, S. Testagem Psicológica. Porto Alegre: Artmed, 2000.
  • ANDERSON, H.H. & ANDERSON, G.L. Técnicas projetivas do diagnóstico psicológico. SP: Mestre Jou, 1978.
  • ANDRADE, V. M. Um diálogo entre a Psicanálise e a Neurociência. SP: Casa do Psicólogo, 2003.
  • ANDRADE, V.M. et al. Neuropsicologia Hoje. SP: Artmed, 2004.
  • ANZIEU, D. Os Métodos Projetivos. RJ: Campus, 1978.
  • AUGRAS, M. A dimensão simbólica. RJ: FGV, 1967.
  • AUGRAS, M. O ser da compreensão. RJ/Petrópolis: Vozes, 1978.
  • AVZARADEL, J.R. Linguagem e construção do pensamento. SP: Casa do Psicólogo, 2006.
  • BARTHES, R. Elementos de semiologia. SP: Cultrix, 1992.
  • BAUMAN, Z. Modernidade líquida. RJ: Zahar, 2001.
  • BERGÈS, J. Os gestos e a personalidade. RJ: Civilização Brasileira, 1972.
  • BERNE, E. Os jogos da vida: análise transacional e o relacionamento entre pessoas. SP: Nobel, 1995.
  • BIRMAN, J. Freud e a experiência psicanalítica. RJ: Taurus-Timbre, 1989.
  • BRANDÃO, J.S. Desenvolvimento psicomotor da mão. RJ: Enelivros, 1984.
  • BUENO, J.M. Psicomotricidade: teoria & prática. SP: Lovise, 1998.
  • BUZZI, A.R. Introdução ao pensar. RJ/Petrópolis: Vozes, 1975.
  • CAMPOS, D.M. de S. O teste do desenho como instrumento de diagnóstico da personalidade. RJ/Petrópolis: Vozes, 1987.
  • CARLSON, N.R. Fisiologia do comportamento. São Paulo: Manoel, 2002.
  • CARVALHO, J.D. Entre a imagem e a escrita: um diálogo da psicanálise com a educação. SP: Annablume, 2005.
  • CHOMSKY, N. Os caminhos do poder – Reflexões sobre a natureza humana e a ordem social. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  • CHOMSKY, N. Linguagem e mente. Brasília: Ed. Universidade de Brasília, 1998.
  • CORRÊA, M.L.G. O modo heterogêneo de constituição da escrita. SP: Martins Fontes, 2004.
  • COSTE, J.-C. A psicomotricidade. RJ: Zahar, 1978.
  • DAHLKE, R. A doença como símbolo. Pequena Enciclopédia de Psicossomática. SP: Cultrix, 2010.
  • DAMÁSIO, A. R. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.
  • DAMÁSIO, A.R. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. SP: Cia. das Letras, 2004.
  • DAMÁSIO, A.R. O mistério da consciência. SP: Cia. das Letras, 2000.
  • DAVIS, F. A comunicação não-verbal. SP: Summus, 1979.
  • DOURADO, L.A. Ensaio de psicologia criminal: o Teste da Árvore e a criminalidade. RJ: Zahar, 1969.
  • DUBORGEL, B. Imaginário e pedagogia. Lisboa: Instituto Piaget, 1992.
  • ECO, U. Tratado geral de semiótica. SP: Perspectiva, 2007.
  • ERTHAL, T.C. Manual de Psicometria. RJ: Zahar, 1987.
  • FAGES, J.B. Para compreender Lacan. RJ: Ed. Rio, 1975.
  • FERREIRO, E.; GOMES PALACIO, M. Os processos de leitura e escrita – Novas Perspectivas. Porto Alegre: Artmed, 2003.
  • FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1999.
  • FONSECA, V. da. Introdução às dificuldades de aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.
  • FREUD, S. (1900). A Interpretação dos sonhos. Obras Completas. RJ: Imago, 1976.
  • FREUD, S. (1925). Uma nota sobre o ‘bloco mágico’. Op. Cit.
  • FREUD, S. (1901). Sobre a psicopatologia da vida cotidiana. Capítulo XII, Vol. VI, Op. Cit.
  • FREUD, S. (1931). O mal-estar na civilização. Op. Cit.
  • GADAMER, H.-G. O problema da consciência histórica. RJ: FGV, 1998.
  • GARCIA-ROZA, L.A. Introdução à Metapsicologia Freudiana. RJ: Zahar, 2002.
  • GARCIA-ROZA, L.A. Freud e o Inconsciente. RJ: Zahar, 2004.
  • GARRETT, H.E. Grandes experimentos da psicologia. SP: Ed. Nacional, 1974.
  • GIL, R. Neuropsicologia. SP: Santos Ed., 2014.
  • GOLDBERG, E. O cérebro executivo – Lobos frontais e a mente civilizada. RJ: Imago, 2002.
  • GRODDECK, Georg. (1923). O livro d’Isso. São Paulo: Perspectiva, 1988.
  • GROF, S. Psicologia do futuro: lições das pesquisas modernas de consciência. RJ: Heresis, 2000.
  • GUYTON, A.C. & HALL, J.E. Fisiologia humana e mecanismos das doenças. RJ: Guanabara Koogan, 1998.
  • HAYNAL, A. et al. Medicina psicossomática: abordagens psicossociais. RJ: Ed. Médica e Científica, 2001.
  • HERCULANO-HOUZEL, S. O cérebro nosso de cada dia: descobertas da neurociência sobre a vida cotidiana. RJ: Vieira & Lent, 2002.
  • HERCULANO-HOUZEL, S. O cérebro em transformação. RJ: Objetiva, 2005.
  • HIGOUNET, C. História concisa da escrita. SP: Parábola Editorial, 2003.
  • HISADA, S. Conversando sobre Psicossomática. RJ: Revinter, 2003.
  • JEAN, G. A Escrita – Memória dos homens. RJ: Objetiva, 2008.
  • JOHNSON, S. De cabeça aberta: conhecendo o cérebro para entender a personalidade humana. RJ: Zahar, 2008.
  • JUNG, C.G. (1906). Psicogênese das doenças mentais, capítulo IV, B. “Anormalidades de Caráter”. RJ/Petrópolis: Vozes,1999.
  • KANDEL, E.R.; SCHWARTZ, J.R.; JESSELL, T.M. Fundamentos de neurociência e do comportamento. RJ: Prentice Hall, 1997.
  • KANDEL, E.R.; SCHWARTZ, J.R.; JESSELL, T.M. Princípios da Neurociência. SP: Manole, 2003.
  • KUHN, T.S. A Estrutura das Revoluções Científicas. SP: Perspectiva, 2003.
  • KURTZ, R.; PRESTERA, H. The body reveals: how to read your own body. Nova Iorque: Harper & Row, 1976.
  • LACAN, J. (1949). O estádio do espelho como formador da função do eu. In: Escritos, RJ; Zahar, 1998, p.96.
  • LACAN, J. (1957). A instância da letra no inconsciente ou a razão desde Freud. Op.Cit., p.496.
  • LeDOUX, J. O cérebro emocional: os misteriosos alicerces da vida emocional. RJ: Objetiva, 2001.
  • LELOUP, J.-Y. O corpo e seus símbolos: uma antropologia essencial. RJ/Petrópolis: Vozes, 2002.
  • LENT, R. Cem bilhões de neurônios: conceitos fundamentais de neurociência. SP: Atheneu, 2004.
  • LIMA, J.M.B. de. Alcoologia: uma visão sistêmica dos problemas relacionados ao uso e abuso do álcool. RJ: UFRJ/EEAN, 2003.
  • LOPES, G.G.V. A inserção do portador de deficiência no mercado de trabalho. SP: LTr, 2005.
  • LOWEN, A. Prazer: uma abordagem criativa da vida. SP: Círculo do Livro, 1975.
  • LURIA, A.R. Pensamento e linguagem – As últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artmed, 1986.
  • MACHADO, L. Superinteligência. RJ: Qualitymark, 2005.
  • MARCONDES, D. Textos básicos de filosofia: dos pré-socráticos a Wittgenstein. RJ: Zahar, 2000.
  • MARIANI, B. (org.). A escrita e os escritos: reflexões em análise do discurso e em psicanálise. SP: Claraluz, 2006.
  • MELLO Filho, J. de. Concepção Psicossomática: Visão Atual. SP: Casa do Psicólogo, 2002.
  • MELLO Filho, J. de. Vivendo num país de falsos-selves. SP: Casa do Psicólogo, 2003.
  • MELMAN, C. (et al.). O significante, a letra e o objeto. RJ: Companhia de Freud, 2004.
  • MILLER, J.-A. Lacan elucidado: palestras no Brasil. RJ: Zahar, 1997.
  • MORIN, E. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. RJ: Bertrand Brasil, 2005.
  • NUNES, J.M.G. Linguagem e cognição. RJ: Livros Técnicos e Científicos, 2006.
  • OCAMPO, M.L. S. et al. O Processo Psicodiagnóstico e as Técnicas Projetivas. SP: Martins Fontes, 2001.
  • OLIVEIRA, A.C. de. Fala gestual. SP: Perspectiva, 1992.
  • PENNA, A.G. Linguagem, personalidade e terapia. RJ: Eldorado, s/d.
  • PERESTRELLO, D. A Medicina da Pessoa. SP: Atheneu, 2006.
  • POINCARÉ, H. O valor da ciência. SP: Contraponto, 1998.
  • POMMIER, G. Naissance et renaissance de l´écriture. Paris: PUF, 1993.
  • RAMACHANDRAN, V.S. Fantasmas no cérebro: uma investigação dos mistérios da mente humana. RJ: Record, 2004.
  • REGO, C. de M. Traço, letra, escrita: Freud, Derrida, Lacan. RJ: 7Letras, 2006.
  • RELVAS, M.P. Neurociência e transtornos de aprendizagem: as múltiplas eficiências para uma educação inclusiva. RJ: Wak Ed., 2007.
  • RODRIGUES, A. A pesquisa experimental em psicologia e educação. RJ/Petrópolis, 1975.
  • ROGERS, C.R. Tornar-se pessoa. SP: Martins Fontes, 2001.
  • ROGERS, C.R. Liberdade para aprender. BH: Interlivros, 1977.
  • RORSCHACH, H. Psicodiagnóstico. SP: Mestre Jou, 1967.
  • ROUDINESCO, E. A Família em desordem. RJ: Zahar, 2003.
  • SAUSSURE, F. de. Curso de linguística geral. SP: Cultrix, 2000.
  • SCHILDER, P. L´image du corps. Paris: Gallimard, 1980.
  • TEIXEIRA, J.F. Mente, cérebro & cognição. RJ/Petrópolis: Vozes, 2000.
  • VORCARO, A. A criança na clínica psicanalítica. RJ: Cia. De Freud, 1997.
  • VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. SP: Martins Fontes, 2003.
  • VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. SP: Martins Fontes, 2000.
  • WEIL, P. Manual de psicologia aplicada. BH: Itatiaia, 1967.
  • WEIL, P. Nova linguagem holística; pontes sobre as fronteiras das ciências físicas, biológicas, humanas e as tradições espirituais. RJ: Espaço e Tempo, 1987.

>Topo<